domingo, 15 de outubro de 2017

Porque assistir The Crown

A Netflix anunciou a estreia da 2a temporada para 08 de dezembro de 2017, se você não assistiu a primeira, ainda dá tempo de acompanhar. The Crown acompanha a vida da família real britânica sob a ótica da rainha Elizabeth II  a partir de seu casamento em 1947.

Se tem uma família que tem sido alvo de especulação do público é a Família Real Britânica, diferente de outros clãs famosos, como os Kennedys, que foram famosos nos EUA nos anos 1950-60 e hoje não atraem tanta notícia, O interesse pelas fofocas sobre os membros da Casa de Windsor atravessou todo o século XX e continua forte até hoje.

Para alimentar essa fome de fofocas, já foram escritos muitos livros, filmes e reportagens quase que diárias dos tabloides ingleses, mas nenhuma produção é tão detalhada e bem produzida quanto esta produção britânica original da Netflix que acompanha bem próximo a vida da rainha Elizabeth II, interpretada por Claire Foy.

Além de ser bem completa, a série trata a rainha de uma forma bem humanizada e o seu relacionamento com a família – principalmente os pais, a irmã e marido lembram muito relacionamento de pessoas comuns com seus parentes, apesar de ainda haver toda pompa e protocolo, percebemos que são pessoas normais que muitas vezes “interpretam” o papel de reis e rainhas.

Outra coisa que fica bem evidente na série é que, apesar de serem monarcas, eles não são livres para fazerem o que querem ou escolher com quem querem viver, todo o peso das tradições e responsabilidade dos cargos lhe são lembrados e cobrados constantemente.

Apesar de alguns episódios serem arrastados, é tudo muito didático para explicar a pessoas pouco acostumadas com a estrutura de governo com uma monarquia constitucional, o criador Morgan esconde o didatismo ao nos aproximar em close de Elizabeth – ou Lilibet, Tem ótimos atores e atrizes um cenário espetacular e muito realista, os cenários, as vestimentas, tudo extremamente detalhado e se aproximando ao máximo da realidade.

Outro ponto forte da série é a relação entre ela e o quase mítico primeiro-ministro Churchill (John Lithgow) ambos se respeitam mutuamente, mas é impossível não notar como a jovem rainha e o idoso parlamentar tem visão de mundo diferente e acreditam que estão fazendo sempre o melhor para seu Império mesmo que isso signifique impor seu poder um sobre o outro.


Se você é apaixonado por história, gosta de um bom romance ou quer aprender mais sobre a tradicional realeza britânica, não deixe de assistir essa excelente produção que vale a pena cada minuto.

Se você é muito fã da realeza, não pode deixar de ter as canecas "God Save The Queen": www.alemdasseries.com.br




Um comentário:

  1. Oi Gi, tudo bem? Ainda bem que já tem programação para a segunda temporada, apesar de ainda estar assistindo a primeira, me apaixonei pela série assim como você e tenho que bater palmas para espetacular produção que existe por trás. Tudo é tratado nos mínimos detalhes, que deixa qualquer espectador feliz. Além disso, como você citou os pontos trabalhados são ótimos, vemos a interação da Rainha com a família e as dificuldades que ela enfrenta mesmo carregando a coroa. Gostei das canecas!

    Abraços,
    Camila.

    Blog Próxima Página
    FACEBOOK
    TWITTER
    INSTAGRAM

    ResponderExcluir

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Os Pilares da Terra ganhará prequel

Ken Follet anunciou em um vídeo, em dezembro, que havia feito o rascunho de um prequel de Pilares da Terra. Para quem não sabe, p...

Ads Top

Instagram

Outlander

Além das Séries