sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Dica de Série: This is Us




Com a segunda temporada prevista pra estrear próxima semana (nos EUA). Essa é uma série que merece ser assistida porque conseguiu um feito e tanto, em uma época em que os grandes sucessos são produções caras que envolvem reinos fantásticos épicos, apocalipses zumbi, super-heróis, tramas presidenciais ou viagens no tempo, ela se destaca por um roteiro simples, que gira em torno de pessoas normais com problemas reais, e mesmo assim alcançar sucesso de crítica e público tanto nos EUA onde foi lançada como no Brasil.


Segundo a sinopse oficial, “A série é uma crônica da relação de um grupo de pessoas que nasceram no mesmo dia, incluindo Rebecca (Mandy Moore), Jack (Milo Ventimiglia), um casal esperando trigêmeos em Pittsburgh e Kevin (Justin Hartley), um belo ator de televisão que está se cansando da vida de solteirão cobiçado.” e crônica é uma boa descrição. Nascida do texto jornalístico, esse gênero textual se baseia em contar um fato corriqueiro de maneira artística, deixando uma coisa banal como uma ida à padaria interessante pela forma como é descrita e as reflexões sobre o caminho.

E é exatamente isso que o criador Dan Fogelman faz, ele conta uma história normal de uma forma tão artística que nós nos interessamos por essas pessoas e seus relacionamentos, os dramas são comuns pelos quais os telespectadores passam ou conhecem alguém da família igual e por isso há identificação. Um exemplo, a Kate (Chrissy Metz) é uma mulher gorda que sofre com isso, tanto que tem dificuldades em se abrir para um relacionamento mesmo tendo um pretendente legal que a trata super bem; como a série se passa em várias linhas temporais diferentes podemos ver como ela era uma criança que gostava de seu corpo mas foi “aprendendo” que as pessoas a achavam feia, que tinha que ter vergonha de si mesmo etc. Há alguma coisa mais real que isso em uma sociedade tão gordofóbica como a nossa?


Outra coisa que eu gostei muito série e como os relacionamentos pessoais são trabalhados, há mais química entre Kate e seu irmão gêmeo Kevin que qualquer outro casal do programa, há casamentos estáveis sim – inclusive a relação entre Rebecca e Jake é um dos enredos centrais – mas percebemos que o foco não é nesse tipo de amor, ele fica em segundo plano em relação ao amor entre pais e filhos e, principalmente, o relacionamento fraternal entre os gêmeos e Randall (Sterling K. Brown) o terceiro “trigêmeo” adotado, é uma série sobre família.



Nessa relação em família, há uma mensagem implícita que é muito positiva: Jake e Rebecca são retratados como ótimos pais adorados pelos filhos, apesar de todas dúvidas e dificuldades que qualquer pai tem o tempo inteiro, e nada omissos; apesar disso depois de adultos percebemos que os filhos apresentam problemas emocionais, Kevin é inseguro no trabalho e não gosta do que fez mas quando tenta mudar de profissão tudo e todos ficam contra; Kate tem o problema com a obesidade já citado e Randall não se sentia incluído e quer ter uma relação com seu pai biológico que nunca o conheceu. Embora não dita literalmente, a mensagem é clara, mesmo tendo os melhores pais do mundo, as pessoas ainda podem ter conflitos emocionais e a culpa não é dos pais, nem deles, acontece com todos.

A série também trata de preconceito velado, mostrando como a sociedade trata diferente o Randall por ser negro e como ele se sente diferente sendo um dos poucos afro-americanos no convívio social da família que acaba tendo que se aproximar de outra família para que o garoto tenha contato com outras pessoas negras. Não é um texto panfletário que denuncia o racismo, mas ele é bem presente na história.

Por tudo isso, a série é mais que bem recomendada a primeira temporada está disponível no aplicativo da Fox Premium desde o dia 22 de agosto e a segunda estreia nos Estados Unidos na próxima terça-feira, dia 26 de setembro de 2017.

Visite a nossa lojinha, produtos exclusivos para fãs de série:





11 comentários:

  1. oi, parece uma série com várias temáticas que atraem. Gosto de quando é trabalhado preconceitos, relações de pais e filhos e essa parece ter tudo isso. Pena que eu não assisto série, mas é uma ótima dica para quem curte.

    ResponderExcluir
  2. Olá, como vai?
    Ultimamente estou na vibe de séries, então já para para prestar a atenção em tudo o que se refere a isso. Gostei muito da sua dica, gosto de tudo o que envolve temas reais com pessoas normais, mesclando de tudo um pouco. Achei interessante a questão das pessoas terem nascido no mesmo dia. Com certeza darei uma chance a série e espero gostar tanto quanto você.

    ResponderExcluir
  3. Oi,
    Tudo? Estamos realmente meio viciados em séries ultimamente e como você comentou é muita coisa saindo cheio de efeitos especiais e grandes produções, ou história espetaculares, essa série parece bastante real, e tratar de assuntos bem interessantes como o racismo. Vou anotar a dica e se puder vou conferir.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    http://leiturakriativa.blogspot.com.br/2017/09/outlander-viajante-do-tempo-de-diana.html

    ResponderExcluir
  4. Olá! Já tinha visto comentários sobre essa série, mas nada tão completo quanto sua resenha. Gostei da premissa, gosto de séries desse estilo, mais simples e com histórias arrebatadoras, vou começar a assistir, beijos!
    Entre Livros e Pergaminhos

    ResponderExcluir
  5. A série parece ser bem interessante. Atualmente, não ando vendo nada já que tô sem tv e sem internet em casa. Então tô numa bolha e sem previsão para mudar essa situação... Kkkk... Qnd minha vida voltar ao normal irei dar uma olhada pra ver se vou gostar, pq eu sou daquelas que gosta msm é de fantasia e histórias de época..rs

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Quase não assisto séries.
    Temas comuns no cotidiano não chamou muito minha atenção, mas o fato de você ter citado que estes temas são tratados de forma bem artística me interessou muito mais.
    Vou tentar dar uma chance. Grata pela sugestão!

    Eliziane Dias

    ResponderExcluir
  7. Heey, tudo bem? Adorei seu post! Eu comecei a assistir a série mas acabei parando na metade da temporada, por falta de tempo mesmo, mas estava AMANDO e pretendo voltar a assistir logo <3 Fiquei muuuito feliz quando soube que foi renovada pra uma segunda temporada! Sucesso :D

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Olá,

    eu estou querendo muito começar essa série, mas me falta só um tempo livre para isso.
    Adoro produções literárias ou não que tocam na temática sobre os pais, seus papéis e a humanização dessas figuras, que antes de serem pais...são seres humanos com defeitos e qualidades.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Olá!

    Parece ser interessante, pena que me falta tempo para tal. Faltam mais séries assim, com temática mais humana e próxima da realidade. Obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
  10. Oi.
    Eu não conhecia essa série, mas achei bem interessante.
    Adoro série com tema sobrenatural, mas é bem gostoso quando uma série com assuntos cotidianos consegue nos cativar.
    Adorei e dica e não conhecia esse aplicativo da fox.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Não conhecia a série, mas essa temática de família, em especial pais e filhos me interessa bastante. Vou anotar a dica.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Christopher Robin: Um Reencontro Inesquecível

No novo lançamento da Disney vemos uma novidade, um filme do Ursinho Pooh que toca mais aos adultos que às crianças.       É verdade ...

Ads Top

Instagram

Outlander

Além das Séries